2008-04-27

Dúvidas

Foto de autor C. Valente- No repouso da noite , em Alcochete
Pelos campos e praias andou
A uma sombra repousou
No banco de pedra fria
Tendo a brisa por companhia
O silencio por conselheiro
Os pensamentos flúem
Mais rápidos que a palavra
Nostalgia da juventude
Descrença mo presente
Incerteza no futuro
Alterar o passado é impossível
Modificar o presente, uma batalha
Prever o futuro uma ilusão
O loureiro resiste ao tempo tranquilo
O deslizar suave das nuvens
Sol e terra completam um ciclo
Naquele lugar mágico
Reflexão de espiritualidade
Realidade e ficção se misturam
Tudo numa imensa agitação
Tantas sensações se apossaram
Caçador de tempestades
Marinheiro de calmarias
Fotografo de Imagens desfocadas
Barco encalhado na areia
O esvoaçar das aves e das ideias
Movimento de cardumes em turbilhão
Haverá crimes no paraíso,
No silencio do imenso espaço
A morte suscita dúvidas





23 comentários:

  1. O poema agradou-me e foto de Alcochete está bonita!
    Abraços.

    ResponderEliminar
  2. Olá querido Amigo C Valente, adorei a foto de Alcochete e o texto-poema, está belíssimo... Parabéns pelo conjunto!!!!!!!
    Beijinhos de carinho e amizade.
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  3. É um excelente poema, meu amigo.
    Modificar o presente é de facto uma batalha, que tem de ser diária....

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. E haverá crimes no paraiso?...

    Um beijo pra ti e uma boa semana

    ResponderEliminar
  5. C.Valente
    A foto de Alcochete é linda como lindo é o lugar que pretendem invadir e criminalizar.
    Sinais dos tempos.
    Belo e sentido o teu poema.
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Meu amigo,
    se nós pudessemos ter só certezas!...
    Infelizmente as dúvidas são mais que muitas...

    Bjs e boa semana

    ResponderEliminar
  7. e silêncio porque se fez poesia de alta qualidade...

    ResponderEliminar
  8. Mais um belíssimo poema.
    Saudações amigas

    ResponderEliminar
  9. excelente, o que dizer mais que se não um simples excelente.

    ResponderEliminar
  10. Bonita foto C.Valente.
    Estas dúvidas, cheiram-me a tristeza, amigo.

    Beijos

    ResponderEliminar
  11. A dúvida e a incerteza são constantes da vida, mas como o loureiro há que resistir tentando construir um mundo melhor.
    Cumps

    ResponderEliminar
  12. A foto e o texto combinam na perfeição...bonitos

    beijinho

    ResponderEliminar
  13. E continuaremos como a simples sobre sobre a pedra fria, dispersos e abraçados à incógnita do tempo que passa, a prometer mais e mais sombra.

    Bem sério este teu poema de comunicação e apelo à reflexão.
    Abraço C. Valente

    ResponderEliminar
  14. Olá meu querido Amigo, passei para deixar-lhe beijinhos e votos de uma boa noite!
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  15. Gostei do poema.

    Muito bonito. :)

    abr...prof...

    ResponderEliminar
  16. um lindo poema e uma foto maravilhosa ...


    gostei muito



    bjs e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  17. Quem não tem dúvidas...
    Excelente poema caro amigo, bem ilustrado com a foto muito boa que fizeste.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  18. Bem, não obstante as palavras, essa foto vale mil das ditas. Beautiful!

    ResponderEliminar
  19. Modificar o presente para melhor é uma obrigação, quanto ao futuro, esse é uma incógnita, e se calhar até é bom que não o conheçamos.
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  20. Tudo muito harmonioso!
    Um abraço... peludo.

    ResponderEliminar
  21. O silêncio é sempre um bom conselheiro...
    E, o futuro a Deus pertence...

    Bonito poema

    Beijinhos
    BF

    ResponderEliminar
  22. Sónia Pessoa04/05/08, 23:43

    Palavras que me prendem... parabéns pelo espaço, vou voltar.

    Espero que me visites:

    http://oslivrosqueninguemquisdaraler.wordpress.com

    http://tachospanelasecolheresdepau.wordpress.com

    Um abraço,

    Sónia Pessoa

    ResponderEliminar
  23. Estimado Amigo Valente,

    Excelente momento poético. E, a ilustração está soberba...

    Beijo amigo,

    Maria Faia

    ResponderEliminar