2014-07-23

Tempo

Tempo que não é tempo
Tempo efémero, tempo eterno
Tempo que não dá tempo
Ao tempo que vai passando

Tempo que é hoje já, e agora
Tempo de ontem é passado
Tempo de amanhã, que é futuro
Tempo tanto significado e modo

Tempo que ninguém controla
Tempo que agarra o tempo
Tempo que é inercia e acção
Tempo contemplativo e decisor  

Podemos alterar o relógio mas não o tempo


2014-03-05

Verdadeiro, falso?


Podemos concordar ou discordar.
Em cada acordo um compromisso
Na discordância surge a discussão
Na disputa nem sempre surge a paz

Reverter o mal no bem, é exigente.
Construir é mais difícil, que destruir
Criticar sem objectivo positivo, é fácil
Soluções, caminhos correctos, difícil

Não existe verdade ou mentira absoluta
È depende de quem ouve, vê e sente
Da época, do momento, seus objectivos
A verdade hoje poderá ser mentira amanhã,

A história é descrita conforme o narrador
Os factos são manobrados pelos actores
O poder manobra a realidade a seu prazer
Distinguir a realidade pura é árdua tarefa

Desorientado estará o homem comum
Marioneta no tabuleiro do poder politico
Árdua procura do verdadeiro e do falso
Quando honra, e palavra perdem significado

2014-02-10

Golpe na democracia ou a falta de conciência

Os deputados em primeiro lugar deviam de se representar a si próprios e os eleitores que os elegeram, mas não é isso que se verifica na Assembleia da Republica, são outras as prioridades.
Infelizmente acima de tudo representam a direcção partidária, renegando as convicções pessoais, a matriz do seu próprio partido-,
Tentando disfarçadamente limpar a sua consciência com a apresentação de  declaração de voto, numa só  servindo para disfarçar a sua cobardia,, uma “Mea culpa” tardia ,  
Com estas atitudes os deputados só descredibilizam em primeiro lugar eles próprios, e em segundo o próprio parlamento, pois só dá razão aqueles que entendem que para haver carneirada não é preciso tantos “boys” .
Num partido em que se espartilha a vontade e coincidência dos seus deputados, acaba por não haver democraticidade no seu seio, pois se o que uns propõem é tão bom, livre e voluntariamente cada um devida de exercer o seu voto e decidir em consciência e convicção
Para existir de facto democracia em Portugal, o exemplo devia de partir dentro do parlamento da casa da democracia, assim como todo o homem deve ser livre, as suas convicções e ter liberdade de consciência, assim como o seu voto,
A obediência partidária, ou a disciplina de voto, mais que  uma obrigatoriedade  é um esquartejar a liberdade individual de cada  deputado, pelo que não devia de existir, devia mesmo ser abolido ou proibido.
Quando uma AR não é soberana pois está subjugada ao governo, tudo é uma farsa
A disciplina de voto é reduzir os actos individuais de liberdade de cada deputado, ficando  
a própria democracia em causa
O fortalecimento das instituições sejam governantes, deputados, e outros políticos só tem a ganhar com a liberdade e honradez dos seus servidores
A maioria dos deputados renega as suas convicções, os que as tem, em prole do tacho, e de manter o privilégio de ali estar.

  Recordar a importância da consciência do homem:
- A consciência dá-nos o conhecimento do íntegro.
- A consciência é a angústia da responsabilidade
- A consciência e dignidade e honradez.
- A consciência são convicções pessoais sem dúvidas
- A consciência está presente em todos os homens e com ela, eleva e distingue o homem.
- A consciência do homem é a capacidade de recuar perante  o mal e o bem, o fácil e o difícil, a vontade dos outros e a vontade própria


2014-02-04

A não esquecer



   
 *Situações que não têm retorno: 
  • O tempo, depois de passado
  • A ocasião, depois de perdida.
  • A palavra, depois de proferida.
  • A água, depois de arremessada.
  • O tiro, depois de disparado.
  • A onda, depois de esbatida.
  • A vida depois da morte. 
    *Realidade de hoje, a não esquecer
A promessa do político na oposição, quando chega ao poder fica por cumprir

         *A maioria dos políticos esquecem-se do lema dos três “Rs”
  • Respeito por si mesmo,
  • Respeito pelos outros,
  • Responsabilidade pelos seus actos.

2013-12-27

Votos de próspero ano novo

A todos, e para todos, os amigos e familiares, aqui deixo os votos para uma viagem no tempo, e que este se prolongue por todo o ano de 2014, e por outros mais.

Destino…..:………….……………,….  Viver o Novo Ano
Data de partida ……………………...   31.12.2013
Hora de partida: ………………….…   24.00 Horas
Local de Embarque:………………..   Qualquer lugar
Data de chegada ………………..…     01.01.2014
Hora de chegada ……………………   00.01 horas
Período de viagem ………………….  Todos o ano de 2014
Sem limites de bagagem …………..  Saúde, Esperança, Paz
Proibido de transportar……………... Tristezas, Frustrações, Stress
Local de chegada ……………………. Os objectivos desejados
Programa:
- Um próspero ano Novo Ano de 2014, repleto de saúde, alegrias e realizações pessoais.
- Que do desânimo se faça forças, das derrotas pequenas conquistas.
- Que a saúde esteja sempre no seu melhor,
- Que no fundamental exista dinheiro para os gastos……
- E por favor, transporte sempre um sorriso, para que o mundo seja mais feliz. 


2013-12-11

Festas Felizes


Nestes tempos difíceis e conturbados onde predomina:
A instabilidade material e emocional. A injustiça, e a falsidade política. A falta de trabalho e ou a sua estabilidade. A estagnação ou diminuição de salários. O agravamento dos impostos. A roubalheira na da tributação das pensões Enfim o aumento do custo de vida.
O dinheiro escasseia, e se não é possível efectuar ofertas materiais não poderia esquecer de enviar a minha  mensagem de natalícia  

Para todos os familiares, amigos e conhecidos e visitantes
Votos de Saúde e dinheiro para gastos. Por favor façam por serem felizes,2014


Paz
Sorte
Amores
Esperança
Felicidade
Auto-estima
Saúde, Alegria
Boas realizações
Respeito, Dignidade
Solidariedade, Bondade
Pureza, Sabedoria, Justeza    
Confraternização e amizade
Sinceridade Estima Dignidade
Equilíbrio Benevolência Perdão
Igualdade, Liberdade, Fraternidade  
Força, Bondade, Paciência, Brandura
Tenacidade, Prosperidade, Reconhecimento
!!
!!!
!!!!
!!!!!
++++++++++
++++++++
+++++++
++++++
+++++

2013-09-28

Verdades tantas vezes esquecidas

- Á primeira cai qualquer um, á segunda cai quem quer, á terceira cai quem é estupido
- Quem a vendedor, compra fruta podre, não volta a comprar, só ser for burro ou interesseiro
- A verdade de hoje é a mentira de amanhã, dependendo dos ventos e das vontades
- Só dá valor ao trabalho, quem alguma vez o suor derramou,, 
- Com  papas e bolos se enganam os tolos, Quem muito em promessas oferece, pouco dá.
- Quem se diz e se desdiz faltando á palavrada,  duas uma ou é mentiroso ou incompetente.
- O hipócrita anda de mão dada com o mentiroso e o farsante..
- As acções valem mais que palavras, quem constrói deixa obra feita ,quem muito fala pouco acerta

2013-09-26

cuidado com o "Nós"


Todos conhecemos alguém, que quando perde diz NÓS perdemos , quando ganha "Eu" ganhe, a mesma teoria se aplica ao general que quando ganha a batalha " EU ganhei "logo promovido a herói, quando perde a batalha,  "NÓS perdemos", e a culpa é sempre do soldado que se meteu á frente da bala. 
Quando alguém importante, com  poderes de decisão emprega o pronome “NÓS ” em vez de “EU”, o mais certo, é que nos estão a lixar,
que não está a dar nada, que não é verdadeiramente para nosso interesse, mas sim e basicamente para seu interesse pessoal ou do seu clientelismo,
É simplesmente decidido pelo próprio e nem sempre no interesse geral, ou está a esconde a sua fragilidade, não tem coragem de usar  o “EU Decidi, EU fiz, mas o NÓS fizemos , senão vejamos:
Não é por acaso que aqueles que tem o poder gostam tanto de empregarem o termo ` NÓS “ e não “EU” , em que as quando tomam decisões que englobam outros, não dizem que o fazem por iniciativa individual, mas colectiva , mas quem toma a decisão são o “EU” e não os “NÓS” que na maioria dos casos não somos consultados nem ouvidos.
Na  monarquia o termo ´”NÓS” era aplicado, porque se dizia que os senhores não falam por eles, mas por Deus e pelo poder do reino ( pelo poder do reino como: “ nós pretendemos; nós caminhamos .. Nós te confessamos” Nós pecadores
O clero, o Papa e seus cardeais empregam o termo nós” porque segundo a teoria de alguns, é porque  falam  em nome de Deus e não em nome proprio, será?
Já Salazar para levar o país e os militares para a guerra dizia «Nós  temos de combater os terroristas»,  «Angola é nossa» e outras lindas frases, tudo em nome de “nós” quando o seu governo decidia sem qualquer participação do povo.
Os políticos muito gostam de empregar o termo “nós” para seduzir ou  ludibriar o povo, quando os políticos fala em “nós” eu fico logo de pé a trás
Presentemente é sinal de que estão a mexer no meu bolso, pois normalmente quando é para sacrifícios do povo é ” nós “, quando o  governante pretende ter satisfação dos seus actos, das suas decisões, e não colidem com os outros interesses então empregam “eu fiz” mesmo para obras com o dinheiro dos outros, mas apreciam mais o termo “Nós” ( nós  vivemos  acima das nossas possibilidades)Nós temos de poupar ,quando na verdade ele e sua governo que não poupam , não reduzem as despesas do estado e do governo, é só gastar   quando é ele e os seus compinchas que  está a beneficiar com a situação, não o simples e anónimo cidadão, que não passa de um simples numero de Zé contribuinte e muito é espoliado.
O que demonstra é que ao empregarmos o termos “NÓS, significa poder
Nós quando queremos usar algo em nosso proveito não utilizam o eu quero, mas sim nós queremos , soa diferente, com o mesmo significado ou seja que estão a lixar o parceiro
O que demonstra é que ao empregarmos o termos “NÓS, Pronome pessoal da primeira pessoa do plural , é usado como um plural majestático, ou seja significa poder. Por isso cuidado quando os políticos empregam o `Nós não é para nos dar nada.


2013-09-23

Vida


Cada segundo um sopro de vida
Cada minuto um momento vivido
Cada hora passa não se repete
Cada dia será unico insubsituivel

Poderoso  é o nascimento e da morte
Tais momentos exactos e irrevogaveis
Ocasião envolta em  alegria e tristeza
Tudo o mais é efemero e passageiro

Existência feita de ficção e realidade    
Fantasias envoltas em desejo e utupias
Decisões feitas de acertos e lamentos
Caminhos bons e maus que se cruzam

Natureza repleta de beleza e horror
Humanidade feita de paixão e odio
Eterno, o tempo segue seu percurso
Frágil homem, na morte tem seu final

2013-07-24

Tão HONESTOS que são os políticos são

Todos se afirmam inocentes, de consciência tranquila
A todos foi feito gincana ou perseguição politica
Todos são inocentes até prova em contrario
“ À mulher de César não basta ser honesta, tem que parecer honesta”
O caso BPN. É politico, é de policia, é de justiça , a verdade é que o dinheirto voou e ainda á quem viva á grande e á francesa mas o povo é foi espoliado e paga a factura
Todos são inocentes (até prova em contrario), mas já diz o povo, "Não há fogo sem fumo"
Deixamos uns nomes de 5 magníficos sonantes, outros haverá

Rui Machete foi presidente ao longo de vários anos do Conselho Superior da Sociedade Lusa de Negócios (SLN), a dona do BPN, (porque será que agora ocultaram) a foi presidente deste partido PSD, deputado á  Assembleia da Republica AR. Exerceu funções governativas como Ministro dos Assuntos Sociais, Ministro da Justiça e da Defesa Nacional e vice-primeiro-ministro, Agora foi nomeado Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros.
José Oliveira e Costa - Militante do PSD, foi Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais no governo de  Cavaco Silva e presidente do BPN ( o único em julgamento do caso BPN) 
Dias Loureiro - Militante e secretário-geral da Comissão Política Nacional do PSD, foi Governador Civíl, Ministro dos Assuntos Parlamentares e Ministro da Administração Interna, nos governos de Cavaco Silva Foi membro de Conselho de Estado , Foi administrador da SLN
Mira Amaral Ocupou os cargos de Ministro do Trabalho e Segurança Social e Ministro da Indústria e Energia Foi Deputado da AR Foi vogal dos Conselhos de Administração do BPI, presidente do  BIC negociador na compra do BNP ao serviço dos angolanos ( onde comprou o banco por meio pataco, a febra, deixando o osso para o Estado Português )
Duarte Lima - Militante do PSD vice-presidente da Comissão Política Nacional e Deputado AR,  e gerente e operador de outros negócios pouco claros ou por esclarecer

Muitos outros Ernestos haverá em quase todos os partidos quer nas empresas publica, nas Câmaras Municipais e outras coisas tais, mas isso levaria-nos a utilizar um rolo de papel higiénico para tudo caber .

Quem não deve não teme , para quando uma lei justa e eficiente no combate é corrupção e aos negócios ilícitos em que o prejudicado é o Estado ou seja todos os cidadãos

Para quando um Estado transparente , aberto, em que o cidadão tenha conhecimento dos assuntos que directamente lhes diz respeito e afectam as suas vidas

Aproveito para deixar o meu apoio e solidariedade com o povo brasileiro, que está a despertar a sua consciência politica de fazer valer os seus direitos e combater a corrupção num país tão belo e tão explorado pelos políticos.