2015-01-29

triste desfilar

Calcorreando a calçada descalça
Pedras despidas, ensanguentadas
Quanta multidão chora amordaçada
A miséria graça nos rostos enrugados

Bandeiras brancas, negras e velas acesas
Procissão de idosos arrastando seus corpos
Caminhantes de um calvário que não tem fim
Crianças pela mão dos avós também choram

Marcha de funcionários públicos, de sapato roto
Desempregado, herói sobrevivente na amargura
Tanta gente espezinhada na insegurança e medo
Constrangimento estampado na fase do reformado

Desfile embocando em largo fortemente armado
Escudos, viseiras força policial pronto na acção
Palavreado protegido jorra do varandim do palácio
Governante no pedestal porta-se como um charlatão

2015-01-14

Sem-abrigo

Fluorescência reflecte podridão do charco
A manta cobre a miséria de quem passa
Na madrugada sem-abrigo domina a rua
Na escuridão do dia, a noite torna-se bênção

Sem lamúria resiste a mais uma noite fria
Com a sombra vagueia a solidão e o sonho
Forças estranhas compõem delicada sinfonia
Uns farrapos cobrem amargo e triste sorriso

Espelho negro que a imagem não reflecte
Vagabundo do dia, amante da madrugada
Calcorreando a cidade com poiso definido
Parcos haveres, tesouro de vida destruída

Voluntariado de sopa alimenta-lhe o corpo
Riqueza, pedaço de cartão, folha de jornal
Debaixo de alpendre, paragem de autocarro
Descansa um guerreiro de outras jornadas



2015-01-13

Vale apena pensar - Diga NÂO


Dez Argumentos, para a vida do dia-a-dia se tornar menos difícil, diga Não 

·   Não apresentes queixume, oferece boa disposição
·   Não desanimes pelo que possas perder, luta para preservar o que tens
·   Não lamentes o que não tens, esforça-te para alcançar o que queres
·   Não chores pelo passado, vive com satisfação o presente
·   Não lamuries, o dia de amanhã, aguarda com paciência o outro dia
·   Não baixes os braços em sinal de derrota, ergue-os com força para a vitória
·   Não queiras ser um homem isolado, encontra na família a união da tua força
·   Não te desleixes nas tarefas difíceis, empenha-te com esforço e dedicação
·   Não queira dominar o que não controlas, preocupa-te em gerir o que comandas
·   Não procures razões do desespero, encontra argumentos para a consolação




2015-01-05

Palavras sábias

Para dar ânimo a um amigo aqui deixo um conjunto de frases “do pensador”, de autoria de grandes personalidades, para que todos nós meditamos e eleve a nossa e moral e força de espirito.

1.      Quem perde seus bens perde muito; quem perde e a família ou um amigo perde mais; mas quem perde a coragem perde tudo.Miguel de Cervantes.
2.      Os covardes morrem várias vezes antes da sua morte, mas o homem corajoso experimenta a morte apenas uma vez.   William Shakespeare .
3.      Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro. Sigmund Freud.
4.      Devemos gerar coragem igual ao tamanho das dificuldades que enfrentamos. Dalai Lama.
5.      Quando um homem tem força de vontade, os deuses dão uma ajuda. Ésquilo.
6.      Quem tem coragem para enfrentar os perigos vence-os antes que eles o ameacem. Públio Siro.
7.      O medo tem alguma utilidade, mas a covardia não. Mahatma Gandhi.
8.      Todos caem mas, apenas os fracos continuam no chão...Bob Marley
9.      A força não provém da capacidade física, mas da vontade férrea. Mahatma Gandhi
10.   Você precisa fazer aquilo que pensa que não é capaz de fazer.Eleanor Roosevelt


2014-12-29

FELIZ ANO NOVO - 2015

Este ano que se está a se despedir talvez não deixe grandes saudades, mas felizmente estamos vivos.
No entanto aqui quero deixar a todos os meus familiares, amigos, conhecidos e outros que por aqui passam, a minha a mensagem para de 2015:
Votos para um Prospero Ano Novo, e que:
Do infortúnio e doença, tenham coragem
Do desânimo, encontrem forças
Das derrotas, pequenas conquistas,
Do convívio, se fortaleça a amizade
No fundamental, saúde e dinheiro para os gastos,

… e por favor façam os possíveis para sorrirem  e  serem felizes.

2014-10-28

Sonhos

Desbravar nas profundezas da alma
Memorias reflectidas em sono agitado
Imagens e pensamentos se confundem
O silêncio ecoa pelas paredes do quarto

Vagueando por vivências, tempos e modos
Momentos ilusórios de felicidade e tristeza
Voando sem asas e caindo vezes se conta
Desafiante suor e lágrimas teimam em cair

O real e irreal envolvem-se a cada jornada
Mundos de opostos tropeçam em loucuras
Desassossego gera conflitos permanentes
Maior que o despertar é o deslumbramento

Viajando em demanda de um sonho
Um brilho na escuridão se deslumbra
Acalmando o agitar da noite que é dia
No despertar apoia os pés no chão frio




2014-09-08

O silêncio

Silêncio, primeiro som que existe
Silêncio, que nunca ninguém ouviu
Silêncio, expressão por desvendar
Silêncio, pedra mármore por esculpir

Silêncio, tem muitas interpretações,
Silêncio argumento difícil de refutar
Silêncio, está repleto de sabedoria
Silêncio companheiro que nunca trai

Silêncio doentio, obstinado e cruel
Silêncio de raiva, despeito e medo
Silêncio expressão de ódio e luta
Silêncio que magoa, fere e mata

Silêncio, manifestação de desespero
Silêncio em confissão esquecida
Silêncio voluntário e tranquilizador
Silêncio, em meditação consentida

Nem sempre o silêncio é de ouro
Onde o silenciar também é mentir
Pode ser o silêncio orgulho a mostrar
Silêncio demais, nem sempre é salutar

2014-07-23

Tempo

Tempo que não é tempo
Tempo efémero, tempo eterno
Tempo que não dá tempo
Ao tempo que vai passando

Tempo que é hoje já, e agora
Tempo de ontem é passado
Tempo de amanhã, que é futuro
Tempo tanto significado e modo

Tempo que ninguém controla
Tempo que agarra o tempo
Tempo que é inercia e acção
Tempo contemplativo e decisor  

Podemos alterar o relógio mas não o tempo


2014-03-05

Verdadeiro, falso?


Podemos concordar ou discordar.
Em cada acordo um compromisso
Na discordância surge a discussão
Na disputa nem sempre surge a paz

Reverter o mal no bem, é exigente.
Construir é mais difícil, que destruir
Criticar sem objectivo positivo, é fácil
Soluções, caminhos correctos, difícil

Não existe verdade ou mentira absoluta
È depende de quem ouve, vê e sente
Da época, do momento, seus objectivos
A verdade hoje poderá ser mentira amanhã,

A história é descrita conforme o narrador
Os factos são manobrados pelos actores
O poder manobra a realidade a seu prazer
Distinguir a realidade pura é árdua tarefa

Desorientado estará o homem comum
Marioneta no tabuleiro do poder politico
Árdua procura do verdadeiro e do falso
Quando honra, e palavra perdem significado

2014-02-10

Golpe na democracia ou a falta de conciência

Os deputados em primeiro lugar deviam de se representar a si próprios e os eleitores que os elegeram, mas não é isso que se verifica na Assembleia da Republica, são outras as prioridades.
Infelizmente acima de tudo representam a direcção partidária, renegando as convicções pessoais, a matriz do seu próprio partido-,
Tentando disfarçadamente limpar a sua consciência com a apresentação de  declaração de voto, numa só  servindo para disfarçar a sua cobardia,, uma “Mea culpa” tardia ,  
Com estas atitudes os deputados só descredibilizam em primeiro lugar eles próprios, e em segundo o próprio parlamento, pois só dá razão aqueles que entendem que para haver carneirada não é preciso tantos “boys” .
Num partido em que se espartilha a vontade e coincidência dos seus deputados, acaba por não haver democraticidade no seu seio, pois se o que uns propõem é tão bom, livre e voluntariamente cada um devida de exercer o seu voto e decidir em consciência e convicção
Para existir de facto democracia em Portugal, o exemplo devia de partir dentro do parlamento da casa da democracia, assim como todo o homem deve ser livre, as suas convicções e ter liberdade de consciência, assim como o seu voto,
A obediência partidária, ou a disciplina de voto, mais que  uma obrigatoriedade  é um esquartejar a liberdade individual de cada  deputado, pelo que não devia de existir, devia mesmo ser abolido ou proibido.
Quando uma AR não é soberana pois está subjugada ao governo, tudo é uma farsa
A disciplina de voto é reduzir os actos individuais de liberdade de cada deputado, ficando  
a própria democracia em causa
O fortalecimento das instituições sejam governantes, deputados, e outros políticos só tem a ganhar com a liberdade e honradez dos seus servidores
A maioria dos deputados renega as suas convicções, os que as tem, em prole do tacho, e de manter o privilégio de ali estar.

  Recordar a importância da consciência do homem:
- A consciência dá-nos o conhecimento do íntegro.
- A consciência é a angústia da responsabilidade
- A consciência e dignidade e honradez.
- A consciência são convicções pessoais sem dúvidas
- A consciência está presente em todos os homens e com ela, eleva e distingue o homem.
- A consciência do homem é a capacidade de recuar perante  o mal e o bem, o fácil e o difícil, a vontade dos outros e a vontade própria