2007-10-08

Novo democrata

Antes fascista, cobarde, charlatão,
Hoje democrata de primeira-mão.
Apanhou o comboio em andamento
Visualizou para onde ia a composição

Não pretendeu subir em apeadeiros
Estação principal era essencial
O seu estatuto assim o reclama
Estar no lugar certo é primordial

Eloquente com discurso bem-falante
Socialista, social-democrata, cristão
Progressista, reformista, conservador,
Não importa, nem faz selecção
Da esquerda, ao centro, ou á direita
O seu partido é estar no poder
Democrata que por ai que prolífera

31 comentários:

  1. A doutrina política maioritária, dos nossos políticos em retrato bem conseguido.
    Cumps

    ResponderEliminar
  2. C. Valente meu querido amigo. Esta poesia merecia o prémio Nobel, para oa oportonistas que tão bem aqui retrata.
    Amigo é sempre uma alegria enorme receber a sua visita.
    Uma boa noite de sono.
    Muitos beijinhos!
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  3. E cada vez h� mais!!! o partido desses � o poder. Quanto ao resto, que importa!

    Amigo Valente, um belo poema onde a ironia mordaz � rainha.

    Parab�ns!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Novo oportunista...
    Tantos que proliferam por aí na nossa cena Política e não só.

    Bonita e oportuna poesia.

    Jinhos
    BF

    ResponderEliminar
  5. Espírito acutilante e pena afiada, sempre em cima do acontecimento...
    Outro bjo para ti.

    ResponderEliminar
  6. Charlatão e oportunista, é o que é....
    ... e há tantos mais por aí...

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. SÓCRATES MERECE O SEU TEXTO

    DE FACTO NÃO É EXAGERO

    O REGIME ESTÁ EM CAUSA

    ResponderEliminar
  8. padeiradealjubarrota09/10/07, 00:15

    Hoje em dia os'camaleões' estão no podium.

    ResponderEliminar
  9. Ó amigo... quantos, quantos... e não é só o nomeado nos comentários...

    ResponderEliminar
  10. Bom!
    Ausência de uns dias,e aqui temos o nosso amigo com o fôlego poético no auge....adorei,sim senhor.
    Sabe aquela música"pimba":ele olha p'ra direita,e pisca pisca....ele olha p'ra esquerda,e pisca pisca!
    Um abraço e boa noite.

    ResponderEliminar
  11. Pois é... eles aí estão, e para ficar muito tempo.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. Meu caro amigo,
    Eles andam aí...
    E continuam, pois que o nosso povo é de brandos costumes.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. E por ai fora vão proliferando

    Desejo um bom dia :))
    Beijo sorridente
    (*)

    ResponderEliminar
  14. como diz a "carminda" eles andem aí!


    vim deixar um sorriso de bom dia!

    **:)))

    ResponderEliminar
  15. Descrição que assenta tão bem em muita gente.

    ResponderEliminar
  16. E na Birmânia buscam a democracia, à custa de vidas de monges, de ganhadores de eleições, "em prisão domiciliária" e uma Junta militar que mata que se farta.
    O que é preferível?
    É claro que hoje, a democracia é apenas um mal necessário.
    Mandasse eu, que os punha na ordem,hum!

    ResponderEliminar
  17. Uma descrição mais que valida e que assenta em muita boa gente.
    Bjs Zita

    ResponderEliminar
  18. Tanta gente que consigo encaixar nesta descrição...

    ResponderEliminar
  19. "...

    O seu partido é estar no poder
    Democrata que por ai que prolífera
    "


    sem duvida uma bela descrição para a democracia e democratas de hoje...


    bjs

    ResponderEliminar
  20. de facto este é hoje o conceito prático da democracia!

    cp's

    ResponderEliminar
  21. E são tantos os que encaixam na perfeição nesta tua descrição! Estar no poder ou perto dele, é a única convicção que têm!

    Excelente momento de inspiração!

    Aquele abraço infernal!

    ResponderEliminar
  22. Democratas não faltam...A passearem-se imponentes por aí....:)

    Só visto


    bjgrande

    ResponderEliminar
  23. oRA AÍ está uma grande afirmação em jeito de poema; mas resumido é tudo "farinha do mesmo saco".


    abr...prof...

    ResponderEliminar
  24. Uma maneira bem bonita de retratar a podridão dos nossos politicos.

    marinheiroaguadoce a navegar

    ResponderEliminar
  25. Um quadro pintado à medida dos tempos que correm.

    Abraço

    ResponderEliminar
  26. .

    Desde que estejam com o colarinho branco, terno e gravata...

    Não, não importa! ^^

    .

    ResponderEliminar
  27. Vem no dicionário...político!
    Convido-o a visitar o meu espaço quando puder, é sempre bem vindo!
    abraço

    ResponderEliminar
  28. Será tudo farinha do mesmo saco?Talvez...fruto de geração de votos ganhos com o suor do povo inerte em ignorância.

    Antigamente estes eram os que falavam do fascismo. Será que isto ainda é culpa de Salazar e Caetano?

    Não, a culpa é de quem vai em cantigas. De quem não aprende a lição. A democracia esgotou-se neste espectro partidário, onde uns iluminados acham que sabem o que o povo quer:Democracia, Estado de Direito... só para alguns, os tais iluminados!

    Será que só resta a emigração para os jovens????

    Que fazer então?...

    Saudações

    ResponderEliminar
  29. Na sociedade do empurra e do não olhar a meios para atingir os fins tudo vale e tudo é possível.

    ResponderEliminar
  30. Parabéns pelo poema. É o fiel retrato dos nossos dias!
    Saudações

    ResponderEliminar
  31. Eis que a pedra se fez estátua... o mundo português em arte...
    Um espanto!
    bj

    ResponderEliminar