2008-11-13

Realidade - ficção


Como câmara escura
A vida é uma ficção
Uma realidade virtual
Um toque literário
Romance inacabado

Personagem, criatura
Um ser diferente
Narrativa incompleta
Figura incontornável
Presença distinta

Vive num turbilhão
Tudo é mais rápido
Desfruta o momento
Realidade inquietante
Comportamento fogoso

Partitura de opereta
Caminho a percorrer
Ponte entre margens
Rios de lágrimas
Torrente de alegria

Descarrilar de problemas
Transbordam emoções
Vivências projectadas
Amor, ódio e paixões

Tela gigante ilustra
Percursos sinuosos
Batalhas constantes
Sessões continuas
Amanhã uma incógnita

O fim está certo ... A vida é tudo e nada.

27 comentários:

  1. Que saudades tinha de dar um salto a este cantinho e perder-me nas suas palavras.... Lindo!
    Beijinhos amigos.

    ResponderEliminar
  2. Sim... A vida é um caminho com rumo mas sem rumo pois está sempre a tropeçar e a alterar a rota.

    bjinho

    ResponderEliminar
  3. Olá,
    É verdade. Este teu brilhante trabalho diz-nos, embora já seja comum ouvir-se dizer, que devemos viver o momento actual e deixar o passado e o futuro em paz.
    O passado foi-se! O futuro virá ou não!
    Por isso, devemos, dentro do possível, claro, explorar o presente, porque do presente fazemos parte. Do passado e do futuro faremos ou não...
    Um grande abraço, meu amigo, Valente.
    Até sempre.

    David Santos

    ResponderEliminar
  4. Gostei do poema, sim.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  5. A vida anula o tudo e o nada...

    Fica bem,
    Miguel

    ResponderEliminar
  6. Entre a realidade e o nosso sonho, ou os nossos desejos, vai um espaço enorme que por muito que tentemos, é impossível de ultrapassar.
    Desanimar com a realidade ou sonhar com o que desejamos? Definitivamente, sonhar!
    Cumps

    ResponderEliminar
  7. gostei do poema. "amanhã uma incógnita"...

    carpe diem!

    abraços

    ResponderEliminar
  8. Pensar no fim não nos deixa viver o presente

    ResponderEliminar
  9. Oie lindo amigo! A vida é uma estrada incerta, cheia de curvas e caminhos desertos. A vida e a ficção, em alguns pontos se tocam, outros se diversificam, mas precisamos prosseguir.
    Amei a poesia!
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. ola


    Gostei muito do que vi.

    Felicidades

    Carla

    http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. A vida é o que fazemos dela, ou o que deixamos que nos façam...
    Gostei de te ler.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  12. Bem colocado, amigo! A vida é uma ficção... cujo epílogo é na verdade um novo prólogo. :) Bom fim de semana, meu abraço.

    ResponderEliminar
  13. Tens razão ...o momento presente e o resto que vier por acrescimo já é lucro.

    beijão grande

    ResponderEliminar
  14. Bom fim de semana..

    tudo de bom

    ResponderEliminar
  15. Obrigada pela visita!
    Gostei dos teus textos e fotos!

    Bjs e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  16. A vida é tudo isso e ainda muito mais, amigo Valente.

    Saudações amistosas e um bom fim-de-semana.

    Jorge P.G.Sineiro

    ResponderEliminar
  17. E muitas vezes nem distinguimos a ficção da realidade...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  18. Um abraço, saudações amigas

    ResponderEliminar
  19. E é gozá-la enquanto cá estamos!

    ResponderEliminar
  20. "Como câmara escura
    A vida é uma ficção
    Uma realidade virtual
    Um toque literário
    Romance inacabado"

    A vida é tudo isto. E eu sou...:

    HOJE E AMANHÃ

    ResponderEliminar
  21. Olá amigo C. Valente.
    É verdade, preocupamo-nos demais e de um momento para o outro, tira-se bilhete sem se querer e parte-se para sempre sem se despedir, e o tudo passa a ser nada.
    Um poema para despertar.
    Por isso te deixo o meu abraço amigo:
    A TERNURA DE UM ABRAÇO

    Encontrei a harmonia
    Na paz da tranquilidade
    E num gesto de alegria
    Com sabor a felicidade

    Um prazer permanecia
    Na mais pura amizade
    Onde nem sequer havia
    Nem orgulho, nem vaidade

    Um momento de magia,
    Duas vidas de verdade
    Unidas no mesmo laço.

    E não há sabedoria
    Que dê maior alegria
    Que a ternura de um abraço!

    José Faria

    ResponderEliminar
  22. Passei para lhe deixar um sorriso!

    ResponderEliminar
  23. Já faziam falta os teus poemas que mostram a vida em pinceladas fortes e eu já sentia saudade de visitar os amigos...
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  24. A vida é um rio nasce, cresce, espraia-see desagua.
    .........
    Tenho andado um pouco arredada . Sou professora, creio que diz tudo.
    Mas é sempre com muito gosto que o visito.
    Bj.

    ResponderEliminar