2008-01-08

Carta aos amigos (as)

Caros amigos e amigas
Olá amigos deste mundo virtual, que no entanto os respeito como se estivessem presentes, sei que estão ai, como sei que tenho estado um pouco afastado, melhor, ausente, poderei dizer que num regime sabático.
Sei que para os amigos não é necessário desculpas ou justificações, (assim funciono com os mais chegados), mas a consideração que me merecem e por não podermos contactar pessoalmente a justificação talvez se aplique.
A verdade é que entrei numa face de crise, e não só literária, mas existencial, talvez pela presença de época que acabamos de passar, em que para mim é existe sempre um contrate um contradição entre alegra e tristeza se junte a outra situação mais penosa., pois vai fazer ano e meio que me reformei por questões de doença, tive sempre uma vida muito agitada, cheia de stress, com a qual já vivi durante muito anos, pois sendo uma pessoa activa e exercendo uma profissão que gostava, absorvente, sempre gostei de trabalhar, gora tento passar o tempo em mil e uma ocupações, mas que não me preenchem, tento esquecer, ou não pensar, será isso que me está a afectar, francamente não sei.
O decorrer deste tempo tenho tido alguns altos e baixos em termos psicológicos tento ultrapassar, é o que se passa nesta momento é que estou a atravessar uma forte crise, tenho de encontrar uma ocupação que me possa preencher o vazio que agora sinto,
Sei que tenho de ultrapassar, quero viver condignamente, só necessito de encontrar forças perdidas ou adormecidas, vencer a crise é preciso.
Comecei este blog como mais um escape, algo que me ocupa-se o tempo, e especialmente a mente, sem grandes pretensões ou compromissos, mas ao entrar neste mundo vim encontrar amigos, palavras animadoras e ao mesmo tempo criaram-se responsabilidades acrescidas. Responsabilidades que não rejeito, pois torna-me mais exigente comigo próprio, e não quero nem posso desiludir os meus amigos.
Não encontro muito jeito para uma poesia romântica, mas sim mais para a realidades da vida e do dia a dia, não sou poeta, nem tenho essa pretensão , mas tenho e tento ser honesto comigo próprio e com os outros, por isso é preferível parar, por algum tempo, vou visitando os amigos e amigas, vou lendo os vossos artigos, deixando saudações e pouco mais.
Sentado em frente ao monitor a poesia não surge, falar de temas revoltantes como a hipocrisia dos políticos e dos governantes, sem palavra, das pensões de miséria, do custo de vida, deste país maravilhoso do faz de conta. Provavelmente só saía amargura e raiva, podendo ser até menos correcto, mas nem assim palavras surgem, a revolta é tanta, um nó na garganta, vontade de chorar, mas não cai gota , tudo seco , incerteza apodera-se a tristeza nos invade, o vazio alastra.
Amigos (as) este blog não encerra, está temporariamente ausente, esta carta não é uma despedida, mas uma esclarecimento, numa conversa de amigos,
Um até breve, bem hajam Saudações amigas.

44 comentários:

  1. Só uma palavra: Força aí!
    A doença é traiçoeira pode barrar caminhos.
    Há que tentar de novo, com outras actividades que se lhe adaptem. Mas nunca parar.

    ResponderEliminar
  2. padeirinha09/01/08, 00:40

    o anónimo, sou eu!

    ResponderEliminar
  3. Olá meu querido C Valente, fico muito triste.
    Eu sei que para gerir um bloguer é desgastante, mas espero sinceramente que a sua saúde não tenha sido abalada.
    Seja como for, digo-lhe com muita amizade, jamais o esquecerei.
    Aqui, quando quiser basta dizer um Olá.
    Adoro-o amigo,
    um beijo do tamanho do mundo.
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  4. Meu Amigo C Valente (Carlos!)

    Também sou reformada, e muito antes do tempo....
    Costumo dizer que tive sorte, porque cada vez vai ser mais difícil uma pessoa que trabalhou toda a vida reformar-se e ter uma vida condigna.
    Achei que a reforma me ia dar todo o tempo para viajar, fazer o que eu quisesse, e só o que eu quisesse.
    Meti-me, como tu, neste coisa dos blogues. Devo dizer-te que passo, por dia, mais horas frente ao computador, hoje, do que quando trabalhava.
    Temos que encarar a vida como ela é. E tirar o maior partido dela.
    Já tinha notado a tua ausência, mas quem sou eu para chegar aqui e perguntar se estás bem...
    Espero que ultrapasses esta fase porque... a vida é tão boa de ser vivida.....

    Beijinho
    Esperamos por ti

    ResponderEliminar
  5. Apenas lhe posso desejar força, que consiga combater todos os problemas que tenha.

    No entanto, o amigo já conhece a minha historia, força, escreva liberte tudo o que o aperta.

    Eu lutei agarrei-me a algo que não me deixou afundar, escrevi e escrevi, gritei e exorcizei os meus fantasmas, acredito que o amigo consiga também o fazer e voltar com mais força.

    ResponderEliminar
  6. Caro Amigo C Valente,
    ...como eu o compreendo!
    Começei a trabalhar aos 14 anos...e completei os meus estudos a trabalhar e a estudar...
    Depois no ultimo emprego em que estive durante 16 anos, era esgotante mas com uma "adrenalina boa"...Conheci muita gente! Gente de todas as partes do mundo...fui recepcionista, secretariei...e cheguei a ser gerente...Depois uma situação de injustiça que até hoje ainda não consigo compreender...e na justiça não vou mais acreditar na minha vida...
    Passei um mau bocado quando fiquei desempregada, a familia e a vida de casa não me preenchiam, daí dediquei-me á Pintura...e abri os meus blogs...
    Neste momento, ultrapassei essa fase... e agora tem dias em que acho que mesmo desempregada, não me sobra tempo para fazer aquilo que quero, a familia absorve-me o tempo todo...contando comigo tenho de cuidar de 6 pessoas diáriamente... a minha sogra doente...
    Por isso tb eu tenho os meus blogs um bocado parados...ando em falta com os amigos...
    Não sei porquê, hoje algo me disse para o visitar...talvez seja este meu sexto-sentido, que costumo dizer ter que me trouxe a si.

    Espero que se anime. que encontre outras ocupações e motivações, para que o seu mundo não fique tão cinzento. Eu sei que não é fácil..eu sei...

    Um Abraço e enorme e estarei sempre por aqui quando necessitar!

    M.Augusta

    ResponderEliminar
  7. C.Valente, meu amigo , não desanime por favor continue de cabeça levantada.

    Já basta quando tiver que chegar a dita cuja hora...por isso não desista, passe por cima eu sei que é dificil, mas força muita força.


    Beijão grande

    ResponderEliminar
  8. Caríssimo, a pior coisa face à angústia é a cedência!!
    Eu , cuja vida nunca foi fácil, atrevo-me a sugerir-lhe que encontre um bom psicoterapeuta, porque ajuda imenso.
    E, por favor, não desista!!
    Fico dando-lhe toda a força!
    Um 2008 renovado!

    ResponderEliminar
  9. Amigo Valente:

    Então o nome é para quê? Tem que o justificar perante si próprio!

    Calma e descanso! Parar por uns dias nãp faz mal nenhum, vai ver que em breve lhe cresce avontade e os temas surgem sem dar isso!

    Entretanto, lembre-se de que em crise anda o país todo, meu amigo Valente! e cada um de nós também tem a sua crise zinha, uns mais...outros menos, mas andamos todos desgastados.

    Portanto, muita força, descanse, saia de casa, leia, desenhe, pinte, descubra algo que nunca experimentou fazer e acoselhe-se com o seu médico, claro. OK?

    UM ABRAÇO e espero bem vê-lo por cá em forma, brevemente.

    Jorge G.

    ResponderEliminar
  10. Olá meu querido amigo C Valente,
    Passei para deixar-lhe um beijinho,
    com a esperança que pelo menos nos leia, a mim e aos seus muitos amigos.
    Meu amigo do coração um abraço já com saudade.
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  11. Percebo-te muito bem. Sei, por experiência, o que é ter uma vida agitada e preenchida e desacelerar de repente para outra realidade. Sei tudo isso.
    Deixo-te o meu mail se me quiseres contactar. Falaremos com mais calma e talvez te possa incutir alguma força.
    Um beijinho (lnsoares@aeiou.pt)

    ResponderEliminar
  12. FORÇA C_...!!!

    Espero que seja passageira esta situação e que animes rapidamente.
    Todos nós pasamos por fases destas e com o apoio dos amigos e familiares elas são sempre superaveis...

    E quando vieres, espero que continues a ser o C_ que nos habituaste :)

    abr...prof...

    ResponderEliminar
  13. Carissimo amigo,todos nós passamos por momentos menos bons em que parece que o mundo está contra nós e ai socorremo-nos dos amigos para arranjarmos forças para darmos a volta por cima e aqui tens muitos.
    Que a inspiração regresse para pudermos disfrutar dos teus poemas.

    Um abraço
    JOY

    ResponderEliminar
  14. A alteração do ritmo de vida prega-nos algumas partidas. Eu reformei-me há apenas uns meses e tinha decidido parar também uma outra actividade que desenvolvia em paralelo durante uns seis meses, para descansar dizia eu. Três semanas depois não aguentei passar dias inteiros sem fazer nada, e lá voltei à labuta, com moderação é certo, mas diariamente porque assim me sinto bem.
    Força, amigo. Eu por cá vou continuando enquanto isto me der prazer e puder.
    Cumps

    ResponderEliminar
  15. Meu amigo,
    como o compreendo. Esse tipo de crises também me atormentam muitas vezes. Não estou reformada mas desempregada, a revolta que sinto faz-me por vezes... chorar e leva-me quase ao desespero. Outras vezes penso que há que ter esperança, talvez um dia...
    Amigo, não lhe vou dar conselhos...só desejar que a sua vida mude para melhor. Esta época é stressante sim...
    Continuarei a passar por aqui e, tenho quase a certeza que mais dia menos dia volto a ler um post seu.
    Mesmo que arranje alguma ocupação que lhe preencha mais o seu tempo (desejo que sim), o vício (bom) de blogar com os amigos é um vírus que se entranha e não passa assim fácilmente.:)
    Até um dia destes...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Oi Amigo,

    Posso imaginar o que estarás a sentir ...

    tb eu (julgo que até já te tinha dito), desde Jul passado que estou em casa n(depois de 31 anos de trabalho numa mesma empresa), e foi uma situação que me aconteceu sem eu estar à espera ... mas até que me sinto bem ...

    força e não te deixes ir abaixo ...

    por vezes necessitamos de nos afastar desta actividade bloguista ... faz bem ...

    espero que a tua ausência não seja longa ... e desjo-te o melhor ...

    bjs com carinho

    ResponderEliminar
  17. Oh!
    Nunca pensei...

    Posso lhe confiar que quando comecei com o meu blog foi numa procura duma tábua de salvação, como que para não "bater no fundo"...
    Lá, fui debitando o que me ía/vai passando pela mente e pelo coração. É mais para mim do que para quem me lê!
    Sinto-me tentada a dizer-lhe que não pare de escrever, nem que sejam breves pensamentos, frases soltas... não precisam ser poemas ou textos muito coerentes. Faça-o como desabafo, mais para si e menos para os outros, vai ver que ajuda, pelo menos em mim tem resultado!

    Beijinhos e muita força!

    Espera-se sempre por dias melhores. Sonhar é preciso!

    ResponderEliminar
  18. Olá, C Valente!

    Apesar de fazer pouco tempo que conheci teu nome neste mundo virtual e, por isso, ter vindo ainda poucas vezes ler-te aqui, estes teus dois posts mais recentes me tocaram. Desejo que encontres força em teu dia a dia para vencer as crises que te assolam. E se me permites, gostaria de partilhar uma descoberta recente minha, que pode vir a tornar-se uma atividade agradável e geradora de mudança para quem desejar conhecê-la. Se quiseres saber algo mais, meu e-mail está disponível em meu perfil lá no blog e terei alegria em responder-te.

    ResponderEliminar
  19. Olá meu querido amigo C Valente,
    não consigo passar, sem vir visitar-te.
    É tão triste passar sem a sua presença.
    Embora eu o compreenda, o meu coração não quer aceitar a sua falta.
    Deixo-lhe muitos beijinhos de carinho e amizade sincera.
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  20. Percebo perfeitamente as tuas razões.
    Acho, se me permites um conselho de amigo, que deves fazer o blogue para te divertires.
    Por isso, não deves assumir, contigo próprio, compromissos e responsabilidades que tenhas dificuldade em cumprir.
    Se não sentes inspiração, coloca um poema doutro autor que gostes. Até podes fazer uma pequena nota adicional no final.
    Ou então apenas uma fotografia de que gostes, com um eventual comentário.
    Enfim, há uma série de truques, sem que deixes de ser honesto contigo próprio, para manter o blogue vivo.
    Por outro lado, os temas ligados às injustiças sociais, às hipocrisias políticas, etc., são pesados e não servem para te divertires. Acho que os deves abandonar.
    No fundo, acho que não deves levar o blogue tão a sério (nem a vida...). Estamos neste mundo para sermos felizes e para ajudar à felicidade dos outros.
    Diverte-te e sê feliz.
    Um abraço amigo.

    ResponderEliminar
  21. Sabes, amigo? Acredito que escrever e repartir com os amigos seja a melhor forma de afastar esse vazio que nos acomete. Pensa nisto, sim? E recebe o meu abraço.

    ResponderEliminar
  22. Meu amigo lindo! Amigos sabem entender e esperar. Tudo tem seu tempo e seu momento. Assim conto com seu breve restabelecimento e essencial retorno. Apenas quero dizer: você é super importante. Portanto, não se deixe abater por essa crise. Ela com certeza vai passar, mas quero que esteja bem. E volte com toda força. Saiba; aqui nos amparamos um, no outro, para não sucumbir nesses momentos.
    Fique com Deus! Fique bem, viu?
    Beijos

    ResponderEliminar
  23. Buen día amigo...es un deseo el que tengas muchos buenos días...las crisis me han servido para crecer, pronto aparecerá la energía que hoy te parece que no tienes, solo, solo espera. Un abrazo enorme.

    ResponderEliminar
  24. Então meu estimado amigo?!toca a animar...criatividade e paixão é coisa que tem em bundância...

    É que isto sem ti não tem graça nenhuma...

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  25. Entendo perfeitamente essa necessidade de parar um pouco, pensar, reavaliar. Por vezes esse é o caminho certo para nos encontrarmos novamente e seguir em frente! Espero que esta fase mais penosa, seja ultrapassada brevemente, para que nos possas oferecer os teus textos em que demonstras sempre um olhar atento da nossa sociedade!

    Aquele abraço infernal!

    ResponderEliminar
  26. Olá,
    Espero que não tardes a voltar , com força e ânimo renovados.
    Um beijito.
    Até à tua volta.

    ResponderEliminar
  27. Amigo C. Valente, silenciosamente me retiro asseverando-lhe que todos saberemos esperar por si. Que os dias lhe fluam cristalinos até que as forças se ergam e surja novamente como aquele a quem todos queremos bem.

    ResponderEliminar
  28. Ó meu amigo (permite-me a liberdade de o tratar assim?), faça-nos o favor de não esmorecer. A vida é feita de muitas fases e tenho a certeza que esta é apenas uma que irá desvanecer-se. Oiça o seu nome C Valente e siga-lhe o conselho: "Sê Valente"!
    Aqui o esperamos. Um abraço da,
    Blonde

    ResponderEliminar
  29. Uma paragem para reflectir e pensar como se adaptar à situação pode ser um bom caminho. A vida não pára e nós também não devemos parar se queremos aproveitá-la o melhor possível.
    Irei passando por aqui... força!
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  30. passei por aqui e fiquei triste...mais triste,,,,,mas espero que voltes rapido....pq os blogs funcionam muito bem como catarse.....
    .basta ver os meus...nada ou pouco por mim dito ou escrito ....

    como diz o nilson....postamos uma coisa de q gostamos e é um modo de partilha tb~~

    jocas maradas sempre ..psstt fico te esperando......até breve..breve

    ResponderEliminar
  31. Força C Valente.
    Sabe que no que eu puder ajudar pode contar comigo.
    Cá o aguardo pois sei que não vai resistir de dar aos dedos :)

    ResponderEliminar
  32. Amigo enquanto á vida há que lutar por ela.Por favor vá voltando sempre nem k seja para dizer estou aki...

    Quando lá passas
    Minha lua desabroxa
    Continua,sê firme!...
    Tal uma rocha.

    Beijinho prateado com carinho

    Feliz fim de semana!

    SOL

    ResponderEliminar
  33. E como te entendo...
    Contudo costuma-se dizer" a falar é que a gente se entende":)
    Amigo meu, um blog é exactamente para aquilo que o seu autor quer que seja.
    Eu também não sou poeta, não sou escritora,tenho um blog e vou "disparatando"temas, textos,sei lá... mas sempre algo que me toque...assim o tenho sentido aqui...neste teu espaço ,que embora não comente assiduamente( não é por falta de vontade, é mesmo o tempo, ou a falta dele) gosto de te ler.
    Há alturas que precisamos parar, e só nós mesmos sabemos quando...
    Logo, desejo eu que fiques bem, e que quando te apetecer e achares bem , voltes:)
    O essêncial é que estejas bem...
    Muita, muita força, pois vais encontrar o que pretendes, só ainda não chegou o momento, mas logo logo... chegará:)))

    Recebe um abraço com carinho e mais uma vez FORÇA !!!!

    Desejo um bom fim de semana:)))

    (*)

    ResponderEliminar
  34. HOJE, passo e deixo o meu abraço.

    Até breve, Valente!

    ResponderEliminar
  35. Escrever é sentir, como tal se sentes que deves fazer uma paragem, nada melhor que fazer o que se sente, isso é viver em harmonia com o nosso Eu, é viver em paz com o mundo e com os seus elementos. Até breve...

    ResponderEliminar
  36. Olá. Vejo que está um pouco cansado destas coisas. Mas não desista. A vida traz sempre qualquer coisa de bom. Olhe, volte. Náo desista. Obrigado pelo apoio que me tem dado no meu blogue

    ResponderEliminar
  37. Olá meu querido Amigo C Valente.
    Passei para desejar-lhe saúde e boa disposição.
    Beijinhos,
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  38. Caro Valente,
    Como as palavras de apoio e incentivo estão todas ditas, Só me resta uma... FORÇA!!!
    E um regresso em pleno, e em breve!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  39. Sinto-te e compreendo-te muito bem,por vezes as fotças encontram-se ao funo de um túnel muito longe de alcançar tb estou a passar pelo mesmo,estou a ser vigiada,..mas não é fácil puxar pelas forças todos os dias.
    As melhoras meu amigo,descansa pk tb nrcessário mas regressa um dia...
    Bom fim de semana
    BJs Zita

    ResponderEliminar
  40. Ficámos todos esclarecidos.
    Encerrado para balanço :-)

    Jack is back :-)

    ResponderEliminar
  41. Cada um encontra as suas próprias motivações para escrever um blog. Espero que em breve a tua volte, e em força. Pessoas como tu fazem falta por aqui... Um abraço.

    ResponderEliminar
  42. Como o compreendo e não sabe quantas vezes tenho pensado em abandonar o meu blog. Mas no meu caso devido a uma vida profissional que me é muito exigente . Se o mantenho é porque me dá muito prazer contar coisas e, saber como elas são vistas pelos demais. No princípio pensava fazer dele apenas um espaço de temas culturais sobre Alcobaça. Entretanto e devido a questões de como aquela terra está a ser gerida, entrei em temas políticos e de ordem cívica, com alguns dissabores mas com muitos comentários e humor .

    O acto de escrever é um acto privado que corresponde a ideias pessoais e intimas e por vezes quando as mostramos aos demais, elas possivelmente não tem a mesma dimensão que têm para nós, mas proporcionam a troca de ideias com pessoas que se conhecem apenas de forma virtual como é o nosso caso. Foi sempre com prazer que vim aqui a este espaço , não as vezes que desejaria devido à falta de tempo. Sinceramente estranhei não o ver ultimamente. Se poder aceitar a minha modesta opinião, em relação ao teor do seu post digo-lhe o seguinte: esteja no blog apenas quando sentir vontade para isso e escreva o que sente e lhe dá prazer à alma. Faça isso quando quiser e não sinta obrigação. A vida que a todos nos cabe viver pode ser por vezes ingrata mas também penso que são muito mais as vezes que ela nos dá alegrias que dissabores. Penso que é nesses momentos onde podemos verdadeiramente desfrutar de coisas tão simples mas tão belas como o esplendor e a beleza de uma flor. O canto de um pássaro. O som das ondas no seu teimoso vai e vem contra a areia da praia. E que dizer no silencio da noite observar o infinito do céu e os seus mistérios pleno de estrelas a cintilar... suponho que por vezes damos demasiado acolhimento ao conformismo por excesso de hospitalidade como também me ocorre...Desejo-lhe caro amigo uma excelente semana e um forte e fraterno abraço
    António

    ResponderEliminar
  43. Afastada e alheada por momentos ,dado problemas familiares, aqui estou de regresso ,e dando uma forçazinha.
    Meu caro, CValente, Eças, Camilos, Júdices, poetas, prosadores, contadores, artistas e outros mais, fazem parte de um mundo já visto, analisado, discutido, revirado e pseudo-intelectualizado. Maior riqueza humana é bastar-se a si mesmo na verdade, frontalidade e verticalidade. Dons por demais mínguos neste mundo dito global. Ora, se o CValente possui algumas ,senão todas estas qualidades, então meu caro,dê um pontapé na depressão, varra, a auto-comiseração e pegue na esfregona da auto-estima e lave as maleitas que perseguem... faça isso ...
    e verá...como é bom ,ser o que é e ,como é!
    Bj.

    ResponderEliminar