2008-07-21

Viagem á procura de casa rústica - Precisa-se

O fim de semana passado, fui convidado por um amigo, para casa dele situada em Torres Novas, que após muita insistência não pode recusar, e que dou o tempo muito bem passado
Foram os dias bem preenchidos, pelo que aproveitamos e fomos dar alguns passeios, onde podemos destacara s idas até Nazaré, Sitio, Fátima, Batalha, Constância, Almurol, Tancos, Vila Nova da Barquinha bem como zonas em redor, não esquecendo as festa de Riachos, que s realizam de 4 em 4 anos. Atenção qu termina a 29 deste mês Já tinha tido a oportunidade de assistir aos últimos dias das Festas do Almonda em Torres Novas
Encontramos boa comida nos restaurantes: A Palmeira em Vila Nova da Barquinha, O Palheiro em Riachos, O Trasmontano a caminho de Fátima e outros.
Como já disse foram uns dias bem passados, com o tempo a ajudar, apesar de muito calor. Hoje não publico umas fotos, fica para aproxima.

Ao visitar a casa de uns familiares do meu amigo, e também conhecidos, em Torre (Batalha) seguindo depois para Batalha onde fomos lanchar numa bela esplanada.
Destas viagens contactos e conversas, despertou-me novamente o desejo antigo, (dado ser de Lisboa, não tenho outro local que me prenda, senão este que adoro), mas que gostaria de encontrar um sítio, para passar uns dias, mudar de ares.

Agora surgiu-me a ideia de deixar aqui um pedido de ajuda (claro se isso for possível, e sem qualquer compromisso a não ser deixar uma pista ou informação possível.)

Compra
Pretendo encontrar casa rústica. Tipo térrea, (de uma só planta), em condições de habitabilidade, mesmo que sujeita pequenas reparações,
Local:
Localidade não definida zona pacata, e calma, num vila, aldeia, ou arredores. Numa distancia aproximada de Lisboa até 150km (cerca de 1 a 2 horas, não mais.
Preferência um pouco isolada, (ou seja não em cima de outras ou pegadas)
Área:
Espaço pretendido sendo destinada a um casal, com possibilidade de receber outro (s) em visita,
Com pelo menos 2 quartos, cozinha e casa de banho e recolha para um carro, com um pedaço de terreno envolvente que poderá ser jardim ou quintal.
Com água corrente e electricidade, e acesso fácil
Preço:
Uma agradável surpresa, baixo custos, justo, considerando pronto pagamento e sem empréstimo bancário. Pronto pagamento com a escritura
Contacto:
Se algum amigo ou amiga tem conhecimento de uma propriedade deste género ou semelhante, agradecia se possível enviar por email, elementos, e ou modo de contacto para: chvlopes@gmail.com

Não sei se conseguirei realizar este sonho, “de dizer vou para a terra”, pois é condição o de facto conhecer novo local, nova gente, sossego e ar puro e claro ter possibilidade económica para realizar esse ideal. Enfim vamos aguardar, e pode ser que com a vossa colaboração isso seja possível, pois não pretendo recorrer a agências imobiliárias

Quem sabe se aqui, encontroo meu ideal , do que é ter uma casa de campo ou provincia.

Nota:
Para os amigos de outros países, como o Brasil, ou das nossas ilhas o sonho também poderá ser alargado.
.

10 comentários:

  1. A grande cidade pode cansar, e a paz e o sossego do interior, a mim, já me conquistou há alguns anos. O roteiro anunciado é muito bom e já o percorri bastas vezes.
    Oxalá encontre um bom cantinho.
    Cumps

    ResponderEliminar
  2. Tens algumas características difíceis de conciliar, como boa e barata. Mas boa sorte na procura!

    ResponderEliminar
  3. Espero que ache o "seu sonho"... Como estou muito longe, infelizmente não posso lhe dar nenhuma referência.

    Beijos de luz e o meu carinho!

    ResponderEliminar
  4. Não sei se será o que pretende,penso que será até mais, mas talvez Por Montes e Vales seja solução : o link está nas minhas Netamizades.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
  5. Acho uma ideia óptima, que eu próprio já tive ocasião de pôr em prática, com grande alegria e felicidade, não só minha, mas de todos os amigos/familiares com quem compartilhei esse modo de vida. Força!

    Um abraço anarquista

    P.s. Lamento não poder ajudar com dicas mais práticas, mas "quem procura sempre alcança"...

    ResponderEliminar
  6. padeirinha22/07/08, 02:59

    Compreendo, mas boa e barata, não será fácil. É portanto para viver?

    ResponderEliminar
  7. Gostaria de ajudar, amigo... até para ter a sua vizinhança. Infelizmente, a distância é muito grande! Mas deixo o meu abraço.

    ResponderEliminar
  8. LISBOA - PORTUGAL

    Olá!

    Cheguei a este blogue através de outros que costumo visitar e neles postar comentários. Cheguei, vi e… gostei. Está bem feito, está comunicativo, está agradável, está bonito – e está bem escrito. Esta é uma deformação profissional de um jornalista e dizem que escritor a caminho dos 67…, mas que continua bem-disposto, alegre, piadista, gozão, e – vivo.

    Só uma anotaçãozinha: Durante 16 anos trabalhei no Diário de Notícias, o mais importante de Portugal, onde cheguei a Chefe da Redacção – sem motivo justificativo… E acabo de publicar – vejam lá para o que me deu a «provecta» idade… - o me(a)u primeiro livro de ficção «Morte na Picada», contos da guerra colonial em Angola (1966/68) em que bem contra vontade, infelizmente participei como oficial miliciano (obrigatório, porque vindo da Universidade).

    Muito prazer me darás se quiseres visitar o meu blogue e nele deixar comentários. E enviar-me colaboração. Basta um imeile / imilio (criações minhas e preciosas…) e já está. E se o quiseres divulgar a Amiga(o)s, ainda melhor. Tanto o blogue, como o imeile, tá? Muito obrigado

    www.travessadoferreira.blogspot.com
    ferreihenrique@gmail.com

    E venho pedir-te o teu telemóvel (celular) para poder contactar-te mais facilmente, a fim de implementar e desenvolver o projecto que tenho para o meu www.travessadoferreira.blogspot.com e que, como já sabem, é conferir ao meu/vosso/NOSSO blogue a característica de PONTO DE ENCONTRO entre os nossos dois Países fraternalmente ligados. No que estou, pela minha parte, a desenvolver todas as diligências que, naturalmente, me forem possíveis.
    E, naturalmente também, para poder enviar-te «coisas» que ache interessantes. Se, porém, não as quiseres, diz-me eu paro logo. Sou muito bem-mandado (a minha mulher que o diga…) e muito obediente (cf. parênteses anterior).
    Já solicitei a colaboração da Embaixada de Portugal em Brasília, que tem à frente dela um diplomata fora de série, o meu querido Amigo, Dr. Francisco Seixas da Costa e na qual se integram mis dois bons Amigos de longos nos: o Adriano Jordão e o Carlos Fino. Seixas da Costa criou um blogue magnífico Embaixada de Portugal no Brasil, www.embaixada-portugal-brasil.blogspot.com, que vos recomendo vivamente visitar. Tem tudo sobre as relações entre as duas Nações. Espero fazer o mesmo com a do Brasil em Lisboa.
    Este é um desejo que já ultrapassa a simples intenção. Ambiciosamente, neste momento possui muitos comparticipantes – como desejo que seja o teu caso. Mas, com o empenhamento, a ajuda, o entusiasmo e a alegria que tenho encontrado – iremos longe. A internet (apesar dos aspectos negativos que ainda apresenta) tem uma força incomensurável e desenvolvimento tecnológico que se actualiza dia a dia.
    Abrações e queijinhos, convenientemente repartidos e distribuídos

    PS 1 – Quando navegarmos em velocidade de cruzeiro, quero alargar o Travessa aos outros PALOP. Que achas?
    PS 2 – Desculpa por este comentário ser tão comprido e chato. Como a espada do D. Afonso Henriques…

    ResponderEliminar
  9. Olá, C. Valente! À procura de casa rústica? Oxalá a encontres depressa, para relaxares sempre que possível e que seja boa, bonita e barata e que o negócio seja BOM para o comprador e o vendedor!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Na esperança que encontre essa bela casa...Passeios fazem sempre bem, longe da Cidadae...

    Beijitos

    ResponderEliminar