2012-12-03

O Zoo em que vivemos


Zoológico apinhado de leões e serpentes
Junto a um rio onde morava a esperança
Cada dia é feito de luta entre vida e morte
Casarios de janelas fechadas com grades

Pequenos roedores são muito perigosos
Espalham o vírus da crise e da desgraça
Instalados nos cadeirões aconchegados
Não sabem o que é fome nem desalojado

Cavalos de escola troteiam no recinto
Incompetência e falsidade infestam o ar
Alcateia de lobos devora o Zé indefeso
Jovens pássaros voam para outro lugar

Aqui e nas feiras surge uma ovelha negra
De mansinho, ilude e engana, tal ilusionista
O salão aplaude e vidas são desmanteladas
Impostos evadem os lares tal fúria terrorista

Pelos jardins do palácio vagueiam jaguares
Status de relvas arruína empresas e pessoas
Abutres, corujas, falcões e pavões pavoneiam-se
Os cidadãos batem portas em sinal de protesto

No aquário cardume de piranhas saciam-se
Idosos que não podem fugir são devorados
Crocodilos ao sol aguardam a sua reforma
Quem nesta vida está tramado é o mexilhão

14 comentários:

  1. É difícil fugir a essas piranhas que por aí pululam, mes mo para quem é mais novo do que eu.
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  2. É difícil fugir a essas piranhas que por aí pululam, mes mo para quem é mais novo do que eu.
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  3. ✿✿°•.

    Zoológico macabro esse!!!
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil
    ¸.✿°°•.¸.¸•°♡⊱╮╮

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente fazemos parte desse Zoo...
    Abraço
    Compadre Alentejano

    ResponderEliminar
  5. Bem o dizes, meu amigo: um verdadeiro Zoo, em todos os cantos! Meu abraço, boa semana.

    ResponderEliminar
  6. piranhas e ratos devoram o corpo ensangue do País...

    excelente dennúncia, Amigo.

    abraço

    ResponderEliminar
  7. ★ ♫♫


    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil

    ❊..(
    ✿.(,)
    ❊|::::|.☆¸.¤ª“˜¨
    ✿|::::|)/¸.¤ª“˜¨˜“¨
    ❊|::¸.¤ª“˜¨¨˜“¨
    ✿%¤ª“˜¨¨☆☆☆☆
    ❊#ª“˜¨ ☆☆☆☆☆

    ResponderEliminar
  8. Eu mexilhão, estou de armas na mão contra as aves de rapina que me querem lixar. Sou pacifista, não tenho armas de fogo, mas pela caneta ou pelo teclado e pela voz, eu cá vou combatendo.
    Cumps

    ResponderEliminar
  9. Um poema inspirado na verdade dos factos, nos tempos terríveis que os portugueses estão a viver.
    Gostei muito, amigo Valente.
    Eu, mexilhão reformada, revolto-me contra este estado de coisas, consequência de gestão danosa, roubos e corrupção levados a cabo por governantes e amigos destes durante largos anos. A nossa classe política não presta...
    Bom Natal e um abraço da girassol.

    ResponderEliminar
  10. Meu abraço, amigo. Feliz Natal, maravilhoso Ano Novo!

    ResponderEliminar
  11. A passagem de hoje é para desejar um bom ano de 2013, que está aí à porta.
    Cumps

    ResponderEliminar

  12. ¸.•°♡♡⊱彡

    ░Ӈ░ƛ░Ƥ░Ƥ░Ƴ░

    Ɲ░Є░Ɯ░

    Ƴ░Є░ƛ░Ʀ░ !

    ¸.•°♡♡⊱彡

    ResponderEliminar
  13. abraço

    votos de boa saúde.

    ResponderEliminar
  14. Meu abraço e boa semana, amigo. Aguardo o próximo post!

    ResponderEliminar