2010-05-26

A onde chegámos !


Politico de gravata e cravo na lapela
Só palavreado de cabula gravada
É tempos de todos dizermos basta
À podridão que varre este país

A realidade com que nos deparamos
Não corresponde ao discurso elaborado
Frases bonitas quantas encapotadas
De cinismo, mentiras e muita falsidade

Vendilhões vêm á praça sem pudor
Arautos da verdade e da sapiência
Arrastam a nação para o descalabro
Responsáveis da situação que vivemos

Como estamos, ao ponto que chegamos
Políticos, e banqueiros são os culpados
Quem paga a factura é sempre o mesmo
O cidadão comum, um eterno explorado

2 comentários: